Ora, o SENHOR disse a Abrão: Sai-te da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai, para a terra que eu te mostrarei.
E far-te-ei uma grande nação, e abençoar-te-ei e engrandecerei o teu nome; e tu serás uma bênção.
E abençoarei os que te abençoarem, e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as famílias da terra.
Gênesis 12:1-3

O 'QUASE' BEIJO

 

Inauguramos a seção A história por trás da foto com uma imagem do sertão mineiro, que traz dona Geralda, seu José e o cachorro Teimoso. Vamos lá?

Tudo começou quando dona Geralda recebeu um grupo de artistas para contar um pouco da história vivida por ela e o marido nos tempos da ditadura militar. O 'bate-papo' foi à noite, na cozinha de Geralda, e durou horas enquanto as pessoas perguntavam, ela respondia e o marido concordava com a cabeça. Depois de muita prosa, o casal se recolheu e os visitantes foram se deitar em barracas de camping montadas no quintal da família. 

 

Na manhã seguinte, enquanto o grupo de visitantes terminava de desmontar as barracas e se despedia de dona Geralda antes de partir para as próximas cidades, resolvi puxar papo com seu José, que por conta da timidez estava sendo esquecido pelos demais. 

 

Sabe aquelas pessoas que você bate os olhos e tem a impressão de já ter a conhecido antes? Esse é seu José, talvez por me lembrar de meu avô numa versão cem vezes mais tímida.

 

No começo, ele só respondia minhas perguntas de maneira monossilábica, mas depois de alguns 'sim' e 'talvez', ele começou a falar. Por fim, falou sem parar por mais de uma hora. Contou como tinha sido torturado nos tempos de ditadura por não querer vender parte de sua fazenda, falou sobre como o cachorro apareceu em casa e ganhou o nome de "Teimoso" por não querer sair mais de lá e ficou feliz quando entreguei algumas revistas oferecidas pela prefeitura com imagens da região nas décadas de 60. Foi me mostrando as fotos de família penduradas na parede até pedir que eu tirasse umas fotos deles também.  

 

 

"Esse piquinim sou eu quando era menino, ó." - fala seu José, enquanto aponta para um retrato de família na parede.

 

 

 

 

 

 

José guarda muitas fotos em uma caixa de sapato, e depois de me mostrar algumas, disse: "não temos fotos recentes". Ofereci para tirar uma. ele disse que a mulher era 'durona' e dava mais atenção ao Teimoso do que a ele. Ela sorriu.

 

A parede da casa antiga, o cachorro na porta e o casal super expressivo formavam uma fotografia perfeita na minha cabeça. Por isso, perguntei se poderia tirar uma foto dos dois. Aí foi aquela coisa que acontece 99% das vezes que você pede uma foto para alguém que não está acostumado a ser fotografado: os dois ficaram parados feito estátuas, com os braços colados ao corpo, sabe? Vamos lá, já deve ter acontecido com você. Tipo assim:

 

Os dois meio sem graça, distantes um do outro... lembrei do que dona Geralda tinha dito durante o 'bate-papo' do dia anterior: "O Zé e eu sumo casado faz 53 ano. E a gente ainda se gosta!"

 

Repeti o que ela tinha dito e eles deram risada. Pedi para que seu José desse um beijinho nela. "Pode ser na bochecha mesmo, rapidinho!  

 Seu José se empolgou e foi dando uns passos em direção à Geralda, crente que iria conseguir dar um beijo nela, que riu, mas cruzou os braços.

 Quando ele chegou mais perto, ela deu um chega pra lá em seu José e disse: "Dêxa de gracinha, hômi!"

Nesse momento, o cachorro Teimoso, que até então estava dentro de casa, veio ver o que estava acontecendo.

   Seu José ficou sem jeito, mas não tirou o sorriso do rosto!

 É, não foi dessa vez que seu José conseguiu dar um beijo na esposa, mas pelo menos eu tentei dar uma forcinha para os dois e o cachorro Teimoso tá de prova!

Uma foto nunca é apenas uma foto. Você gosta desta?  Conta pra gente nos comentários abaixo! :)

 

Please reload

POSTS RECENTES

June 4, 2017

August 23, 2016

August 15, 2016

Please reload

TAGS RELACIONADAS
Please reload

Copyright © 2019 Antropologia Visual.

REPRODUCTION IS STRICTLY PROHIBITED WITHOUT PERMISSION, according to U.S federal Copyright Act of 1976.

REPRODUÇÃO EXPRESSAMENTE PROIBIDA SEM AUTORIZAÇÃO, de acordo com a Lei Federal do Brasil nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998
- In God I trust -